Boletos Bancários

De Adaptive
Ir para: navegação, pesquisa

O Boleto é um mecanismo de cobrança utilizado para que a empresa receba de seus clientes os seus débitos, sendo um tipo de cobrança amplamente utilizado no mercado. Se a empresa possuir mais de uma conta que utiliza esse recurso, basta identificar o nome do cobrança de acordo com a conta, por exemplo: Boleto BB, Boleto Bradesco etc. O boleto gerado pelo Petros é com integração com o banco (CNAB) e para configurar os campos é necessário que o banco repasse algumas informações.

Configurando o boleto

Para que a empresa possa utilizar esse recurso de cobrança, primeiramente será necessário criar o tipo de cobrança equivalente.

Novas Regras

TOME NOTA !!

A partir da release 2.18.10 o tipo de cobrança passa ser global e você deve se atentar as condições da ISSUE PETROS#957

O cadastro do Tipo de Cobrança precisa estar vinculado à uma conta financeira;

O cadastro da Conta Financeira precisa estar vinculada à um banco. A pessoa da conta precisa estar preenchida com o correntista. O cadastro da pessoa utilizado no campo 'pessoa da conta' da conta financeira (aba principal), deve conter sempre o endereço completo (CEP, Nome da Rua, Bairro) e o CPF ou CNPJ, pois caso não seja informado a validação não será bem sucedida. O formulário precisa estar preenchido.

Criando o tipo de cobrança

Acesse o Petros Retaguarda utilizando usuário com permissão de acesso para a inclusão do registro.

  1. Acesse Financeiro ➔ Tabelas ➔ Tipo de Cobrança.
  2. Na janela Tipo de Cobrança - [Edição] preencha os seguintes campos:
    • Denominação: é o nome do tipo da cobrança, por exemplo: BOLETO ITAU, BOLETO BRADESCO, BOLETO BB, BOLETO CEF, BOLETO SANTANDER, BOLETO SICOOB, BOLETO BRB, BOLETO BANESE, BOLETO HSBC etc
    • Tipo: Boleto de cobrança
    • Conta financeira: é a identificação da conta financeira que será associada aos boletos para serem liquidados. É a conta onde entrará o dinheiro dos boletos recebidos no banco.

Cadastro de Conta Financeira

Acesse o Petros Retaguarda utilizando usuário com permissão de acesso para a inclusão do registro.

  1. Acesse Financeiro ➔ Tabelas ➔ Conta Financeira
  2. Dados da conta
    • Código: Incluir o código de cadastro da conta
    • Denominação: Nome da conta, exemplo (Santander, Caixa Administrativo)
    • Tipo: Aplicação Financeira; Caixa; Poupança; Conta Corrente;
    • Pessoa da Conta: é a pessoa responsável pela conta, no caso o correntista.
    • Responsável: Definir a pessoa responsável pela conta.
    • Formulário
    • Conta Contábil
    • Somente marcar as Flag's de acordo com o tipo de conta.
  3. Dados do banco
    • Agencia; Caso não seja uma conta transitória
    • Pessoa Banco - Informar o cadastro de pessoa referente ao banco a ser utilizado.
    • Banco - Selecionar o cadastro de banco;
    • Numero da Conta;

4. CNAB - os campos do grid CNAB serão preenchidos como forma de integração com o banco (cobrança bancária integrada), ou seja, será gerado um arquivo de remessa (REM) para o banco validar e dar baixa (receber) nos boletos e em seguida o banco devolverá um arquivo retorno (RET) informando quais foram os boletos recebidos e quais não foram recebidos, liquidando-se, assim, os títulos financeiros da empresa.

    • Instrução Cobrança: é um campo opcional para o texto informativo que aparecerá no corpo do boleto.
      • Ex.: Após o vencimento cobrar multa de 2% e percentual de mora de 0,33 ao dia.
    • Local Pagamento: é um campo opcional que define o melhor local para pagamento.
      • Ex.: Pagável preferencialmente em qualquer agência do BANCO até o vencimento.
    • Uso banco: define se o boleto será impresso pela empresa/posto ou pelo banco. Esse código varia de banco para banco.
    • Último nosso número: é a informação o último nosso número utilizado. A configuração desse número servirá para definir o próximo número que irá aparecer no campo “Nosso Número” do boleto.
    • CIP: é um código utilizado para identificar mensagens específicas ao cedente e é informado pelo banco.
    • Espécie Documento: o preenchimento do campo é definido pelo banco e de acordo com o ramo de atividade, podendo ser preenchido com uma das siglas: DM = Duplicata Mercantil, NP = Nota Promissória, NS = Nota de Seguro, CS = Cobrança Seriada, REC = Recibo, LC = Letras de Câmbio, ND = Nota de Débito, DS = Duplicata de Serviços, Outros etc.
    • Carteira: é o número da carteira do tipo de cobrança conforme o convênio firmado entre o posto e o a instituição bancária.
    • Convênio: é o número do convênio firmado junto ao banco.
    • Código da Instrução: é um código informado pelo banco e aparecerá na remessa. Cada código tem um significado de instrução para uso do banco e dependerá de cada banco. Em alguns casos poderá não ser utilizado.
    • Prazo da Instrução: possui o mesmo sentido lógico que o código da instrução. O prazo da instrução dependerá do código da instrução e também é informado pelo banco.
    • Prazo Compensação: informa quando deverá ser compensado o pagamento do boleto e se será imediato ou não.
    • Prazo Limite de Pagamento: indica a quantidade máxima de dias que o pagamento do boleto poderá ser efetuado após o vencimento.
    • Percentual de Mora: é o percentual (%) de mora cobrado por dia de atraso. Ex: 2, 3 (%).
    • Percentual de Multa: indica o percentual (%) de multa cobrado sobre o valor do boleto independente dos dias de atraso. Ex: 2, 3 (%)
    • Última Sequência da Remessa: é o número da última remessa enviada ao banco.
    • Tipo de emissão do boleto:
    • Código de cobrança da empresa:
    • Formulário: é a definição do leiaute do boleto que será utilizado para a geração e impressão do boleto. Exemplo: Impressão de Boleto Digital - BANESE, Impressão de Boleto Digital - BB - C6 e NN11 etc.
    • CNAB¹: os campos do grid CNAB serão preenchidos como forma de integração com o banco (cobrança bancária integrada), ou seja, será gerado um arquivo de remessa (REM) para o banco validar e dar baixa (receber) nos boletos e em seguida o banco devolverá um arquivo retorno (RET) informando quais foram os boletos recebidos e quais não foram recebidos, liquidando-se, assim, os títulos financeiros da empresa.
    • ETL de Remessa: é um modelo de arquivo para enviar a remessa dos boletos para o banco. Exemplo: CNAB - Remessa Bancária - BB, CNAB - Remessa Bancária - Bradesco etc.
    • ETL de Retorno: é um modelo de arquivo de retorno dos boletos recebidos do banco conforme os exemplos a seguir: CNAB - Retorno Bancário - BB, CNAB - Retorno Bancário - BRB etc. __________________________________________________________________________________________________________________________________________

Boleto Banco do Brasil (CNAB 240 Posições)

Para os boletos do Banco do Brasil existem algumas particularidades que podem causar problemas na hora de gerar a remessa e validá-la pela primeira vez sendo elas:

  • A conta do banco deve ser iniciada com zero no cadastro do sistema quando a conta possuir menos que 5 (cinco) dígitos , porém em alguns casos esse número zero é ausente, para melhor se informar verifique o manual do CNAB do BB 240 posições que tem em anexo neste manual.
  • Tanto o campo da conta quanto o campo da agencia não utilizam hifén (-) para separar o digito verificador.
  • O cadastro da pessoa utilizado no campo 'pessoa da conta' da conta financeira (aba principal), deve conter sempre o endereço completo (CEP, Nome da Rua, Bairro) e o CPF ou CNPJ, pois caso não seja informado a validação não será bem sucedida.
  • A variação é uma sequencia numérica de 03 (três) dígitos e o mesmo é informado no campo carteira, logo após a numeração da carteira.
  • O código de instrução deve ficar em branco caso o cliente não pretenda protestar o boleto.

Em anexo[1], temos o manual de leiaute do banco do brasil CNAB 240 posições datado do ano de 08/2017 sendo o mais atual até a edição desse manual (20/06/2018) porém é interessante procurar na web por versões mais atualizadas do mesmo.

O banco do brasil disponibiliza também um site de validação da remessa o que facilita muito para sua homologação o site é o: https://gmtedi.bb.com.br/validaleiaute/#/validadorleiaute

O preenchimento do site e a é bem simples sendo:

Tipo de leiaute: CNAB 240 posições;

Agência: Informar o código da agencia do cliente junto com o digito verificador;

Conta: conta corrente do cliente junto com o digito verificador;

CPF / CNPJ: CPF ou CNPJ do emitente;

Carteira: Possui sempre 02 dígitos;

Variação: Acompanha a carteira e possui 03 dígitos;

Convênio: Código do convênio do banco;

Tipo de Convênio: No caso do usuário do Petros a opção é 4.

Uma vez feito isso anexe o arquivo gerado pelo Petros e mande validar, caso encontre alguma inconsistência revalide os cadastrados.

_______________________________________________________________________________________________________________________________________________

Modelo Email Santander.png

Boleto Santander (CNAB 400 Posições)

A parametrização do boleto Santader é bastante simples, basta solicitar o Layout de Cobrança para o Banco Santander.

O banco encaminhará as informações:

  • CNPJ
  • Agência (4 números)
  • Conta (10 números, preencher com zeros à esquerda)
  • Número do Convênio (7 números)
  • Código de Transmissão para CNAB 400: agência + 0  + convênio + zero + número da conta sem os dois ultimos números (20 números)
  • Código da Carteira (1 número)
  • Código da Carteira do Boleto (3 números)

Preencha os campos com as seguintes informações.

  • Agência: Informar o código da agencia do cliente junto com o digito verificador (4 dígitos);
  • Conta: conta corrente do cliente junto com o digito verificador (10 dígitos, zeros à esquerda);
  • Carteira: Código da Carteira (1 dígito);
  • Convênio: Código do convênio do banco;
  • Código de Cobrança da Empresa: Código de Transmissão para o CNAB 400;

Uma vez feito isso anexe o arquivo gerado pelo Petros e mande validar, caso encontre alguma inconsistência revalide os cadastrados, o Banco Santander exige o envio de pelo menos 5 boletos em PDF acompanhados do arquivo de Remessa.

Gerando o arquivo de Testes

  1. Obrigatoriamente o cliente deve estar em implantação "Parâmetros de Empresa>Sistema>Indica se o Sistema está em Fase de Implantação*: Verificado;
  2. Gerar 5 títulos a receber (Financeiro>Movimentação>Título a Receber;
  3. Gerar Remessa Bancária (Boletos com valores acima de R$ 50,00 para validar os juros)

Boleto Bradesco (CNAB 400 Posições)

A parametrização do boleto Bradesco é bastante simples, basta solicitar o Código de Cobrança para o Banco Bradesco.

O banco encaminhará as informações:

  • CNPJ
  • Agência (4 números)
  • Conta (10 números, preencher com zeros à esquerda)
  • Número do Convênio (7 números)
  • Código da Carteira: Normalmente 09

Preencha os campos com as seguintes informações.

  • Agência: Informar o código da agencia do cliente junto com o digito verificador (4 dígitos);
  • Conta: conta corrente do cliente junto com o digito verificador (10 dígitos, zeros à esquerda);
  • Carteira: Código da Carteira (1 dígito) - Normalmente 09;
  • Convênio: Código do convênio do banco;

Uma vez feito isso anexe o arquivo gerado pelo Petros e mande validar, caso encontre alguma inconsistência revalide os cadastrados, o Banco Bradesco exige o envio de pelo menos 3 boletos em PDF acompanhados do arquivo de Remessa.

Gerando o arquivo de Testes

  1. Obrigatoriamente o cliente deve estar em implantação "Parâmetros de Empresa>Sistema>Indica se o Sistema está em Fase de Implantação*: Verificado;
  2. Gerar 3 títulos a receber (Financeiro>Movimentação>Título a Receber;
  3. Gerar Remessa Bancária
  4. Enviar o email para 4510.validboletos@brasdesco.com.br solicitando a validação da integração (Dois dias úteis para retorno)

Agrupando os títulos do boleto

Após criado o tipo da cobrança para o boleto, é possível agrupar os títulos no tipo de cobrança criada.

  1. Acesse em seguida Financeiro ➔ Movimentação ➔ Agrupamento de Titulo a Receber para associar aos títulos o tipo da cobrança criada para o boleto.
  2. Na janela Agrupamento de Títulos a Receber informe todos os campos da tela e selecione o botão Pesquisar.
  3. Marque os títulos que desejar agrupar e selecione o botão Agrupar Selecionados.
  4. Selecione o botão Agrupar.
  5. Na janela Dados do Novo Título selecione no campo Tipo de Cobrança a cobrança criada para o boleto.
  6. Também é possível parametrizar a cobrança padrão no sistema para otimizar a geração dos boletos e desde que para todos os títulos o tipo da cobrança seja a mesma. Para parametrizar a cobrança siga o passo 11.
  7. No navegador acesse a opção Administração ➔ Empresa ➔ Selecione a Empresa.
  8. Na janela Configurações da Empresa selecione a empresa desejada.
  9. Na aba Financeiro informe o tipo da cobrança no campo do parâmetro Tipo de Cobrança Padrão.
  10. Selecione o botão Confirma.
  11. A partir dessa tarefa todos os títulos terão o tipo da cobrança padrão indicada no parâmetro.

Visualizando, imprimindo e emitindo os boletos

Nessa função o usuário visualizará os boletos, gerará e imprimirá.

  1. Acesse a opção Financeiro ➔ Movimentação ➔ Impressão de Boletos.
  2. Na janela Impressão de Boletos preencha os dados típicos da tela, tais como:
    • Devedor;
    • Empresa;
    • Emissão Inicial e Emissão Final;
    • Vencimento Inicial e Vencimento Final;
    • Pesquisa Boletos: Emitidos, Não Emitidos e Todos.
  3. Para que seja possível pesquisar os títulos para os quais se deseja gerar os boletos é essencial que o título do Agrupamento ou o título individual possua o Tipo de Cobrança criada para o boleto associado na tela. Há duas maneiras para associar a cobrança do boleto aos título:
    • Acesse Financeiro ➔ Movimentação ➔ Título a Receber, escolha o título, dê duplo clique para editar. No campo Tipo de Cobrança escolha a cobrança do boleto criada anteriormente e confirme a edição.
    • Acesse Financeiro ➔ Movimentação ➔ Agrupamento de Títulos a Receber e no instante que realizar o agrupamento de títulos selecione o Tipo de Cobrança do boleto criada anteriormente e agrupe.
  4. Selecione o botão Pesquisar.
  5. Marque os registros para os quais deseja gerar os boletos.
  6. No campo Tipo Geração Boleto selecione o tipo de geração, que poderá ser:
    • Visualizar Impressão: essa opção produz a visualização do boleto na tela do computador e poderá ser impresso.
    • Imprimir: essa opção produz a impressão diretamente na impressora.
    • Enviar Email: essa opção produz o envio dos boletos para o email informado no campo Email Cobrança no cadastro da Pessoa [imagem 2].
  7. Escolhida a opção selecione o botão Gerar Boletos.
    • Nota: As atividades do itens 5 e 6 poderão ser repetidas sem impedimentos.

Gerando a remessa bancária

Após gerados os boletos para impressão será necessário gerar a remessa dos boletos para o banco recebedor dos boletos. Siga as instruções:

  1. Acesse a opção Financeiro ➔ Movimentação ➔ Gerar Remessa Cobrança Bancária.
  2. Na janela Gerar Remessa Cobrança Bancária preencha os campos típicos da tela.
  3. No campo Tipo Cobrança escolha a cobrança dos boletos criada.
  4. Selecione o botão Pesquisar.
  5. Marque os registros para os quais deseja gerar a remessa para os boletos.
  6. Selecione o botão Gerar Remessa.
  7. Informe a data da remessa e selecione o botão Ok.
  8. Escolha o diretório do computador onde será salvo o arquivo.
  9. Ao final sistema trará a mensagem Informação! Remessa [xxxx] gerada com sucesso.
  10. Será gerado no diretório indicado um arquivo de extensão .REM.

Importando o arquivo de retorno

Após recebidos todos os boletos pelo banco, o banco devolverá o arquivo de retorno à empresa para que esta conclua a liquidação dos títulos no Petros Retaguarda.

  1. No navegador acesse a opção Financeiro ➔ Movimentação ➔ Integração CNAB.
  2. Na janela Integração CNAB selecione o tipo da cobrança.
  3. Selecione o botão Importar Retorno.
  4. Selecione o arquivo de retorno devolvido pelo banco terá e que possui a extensão .RET.
  5. O sistema processará importará o arquivo.

Erros conhecidos

  • Não foi encontrato nenhum tipo de ocorrência da Cobrança para o tipo de cobrança [BOLETO BANCARIO SANTANDER XX]"
    • Solução: Preencher o tipo de ocorrência na aba Financeiro > Tabelas > Tipo de Ocorrência da Cobrança e inserir o código da remessa.

Novidade no cadastro a partir da versão 2.18.12

PETROS 1458 - Melhoria para permitir especificar as informações de convênio, carteira e outras informações de cnab para determinadas empresas que usam uma mesma conta financeira

Downloads